fbpx

Aos 85 anos, Judith tem aulas de espanhol, teclado e musculação

Por Maya Santana

Judith Figueiredo faz musculação três vezes por semana

Judith Figueiredo faz musculação três vezes por semana

Gosto de postar aqui histórias como esta de Judith porque elas servem de inspiração para todos nós. Dão ânimo pra gente continuar a jornada. Uma octogenária, mãe de 10 filhos, que se mantém ativa o tempo todo, inclusive estudando, como na época da juventude. Este é o segredo dela: manter-se ocupada. A chegada da idade não traz impecilhos: “Tenho muitos anos ainda pela frente e tenho que aproveitar ao máximo”, diz ela.

Leia os detalhes da vida de Judith neste artigo do portal G1:

Para Judith Figueiredo de Oliveira, ter 85 anos é um mero detalhe. Moradora de Itapetininga (SP), a aposentada decidiu investir nas atividades físicas e nos estudos. Judith faz musculação três vezes por semana em uma academia, estuda espanhol, faz aulas de teclado e, há dois anos, se formou em um curso de informática na Fatec. Neste Dia Internacional da Mulher, ela se diz feliz e conta que a vida só está começando.

“Em toda minha vida eu nunca me imaginei envelhecer. Olho no espelho e me vejo uma mulher jovem ainda, pois meu espírito é jovem. Então, por que deixar de fazer as coisas simplesmente porque tenho 85 anos? Nada disso. Tenho muitos anos ainda pela frente e tenho que aproveitar ao máximo, porque disposição não falta. A vida só está começando e, nós mulheres, somos fortes”, conta.

Judith comemora com a família seus 85 anos de vida

Judith comemora com a família seus 85 anos de vida

Judith é mãe de 10 filhos, tem 12 netos e nove bisnetos. Ela conta que casou aos 19 anos e, desde então, passou a se dedicar à família.

“Era empregada doméstica, vendia salgadinho e costurava. Comecei a trabalhar bem cedo e já passei necessidade financeira. Quando me casei, me dediquei somente à família e criei meus filhos e netos. Porém, não cheguei a me formar no colegial e nunca tinha feito atividade física. Agora que todos estão criados e morando em outras cidades, eu resolvi investir em mim e aproveitar. E não importo se falarem que estou velha. Estou disposta a viver coisas novas”, afirma.

Segundo a idosa, o interesse por musculação começou em 2001, quando ela estava com fortes dores no braço. “Segundo o médico, ia precisar operar. Foi então que vi a academia e resolvi fazer exercício físico. A dor desapareceu e não precisei operar. Sem contar que mudei 100% desde quando comecei a praticar atividade física. Claro que faço acompanhamento médico para fazer os exercícios certos. Mas posso dizer que minha autoestima aumentou e me sinto mais disposta. Desde então, nunca mais deixei de vir. O exercício é o meu plano de saúde”, diz. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Anair de Paula santos 15 de março de 2016 - 17:28

Que maravilha!!!!! Bom estímulo mesmo!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais