fbpx

Fernanda Montenegro: Acho que o vírus veio como castigo celeste

Por Maya Santana
Isolada com a família em um sítio em Petrópolis, Fernanda,90, falou dos tempos que vivemos. Foto: Canal Brasil

O programa já foi ao ar na TV. Mas tenho certeza que muita gente não viu. Por achar que vale a pena escutar o que ela diz, estou postando aqui no 50emais parte da entrevista concedida por Fernanda Montenegro a seu genro, o cineasta Andrucha Waddington, no sítio onde a família se isolou, em Petrópolis, para se proteger do novo coronavírus.

Fernanda, sempre alerta e sábia, na plenitude de seus quase 91 anos (outubro), fala da vida que está levando no isolamento, da importância transcendental da arte, e criou a sua própria teoria para demonstrar seu estado de perplexidade com a pandemia que vivemos: “Acho que o vírus veio como um castigo celeste,” diz ela. Para a grande atriz, “estamos vivendo uma hora muito desbaratinada.”

Veja o vídeo:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

14 + dezessete =