fbpx

Projeto capacita gestores públicos para lidar com os mais velhos

Por Maya Santana

Participantes do programa Gestão Pública da Longevidade, no Rio

Maya Santana, 50emais

Da maior importância a iniciativa do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon ao colocar em prática projeto com o objetivo de capacitar e desenvolver gestores públicos. Como a população brasileira – assim como em outras partes do mundo – envelhece a passos largos, esse tipo de profissional será cada vez mais importante. Vamos deixando para trás a condição de “país jovem” para assumir a realidade de um país envelhecido.

O projeto do Instituto Mongeral teve a participação de representantes de cinco cidades, todas do Rio de Janeiro: Niterói, Guapimirim, Itaboraí, Campos dos Goytacazes e o próprio Rio. Agora, são mais oito novos gestores – é a segunda turma – que, aos poucos, vão equipando as cidades com a mão de obra necessária para garantir qualidade de vida para esse público.

O Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, com sede no Rio de Janeiro, é uma instituição sem fins lucrativos que tem a missão de discutir os impactos sociais e econômicos do aumento da expectativa de vida no Brasil, Clique aqui para saber mais sobre o Instituto.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais