fbpx

Crise no mercado de trabalho: jovens estão perdendo mais do que idosos na pandemia

Por Sandra Passarinho

Os jovens são os que mais estão sofrendo com os gravíssimos problemas da economia brasileira

O tema desta semana da entrevista de Sandra Passarinho para o 50emais não poderia ser de maior relevância: a crise profunda no mercado de trabalho, que ao longo da pandemia tem afetado não só a mão de obra mais velha, mas, sobretudo, a parcela mais jovem da força de trabalho. Sandra entrevista o economista Marcelo Neri, da Fundação Getúlio Vargas, autor de um estudo (Índice de Inclusão Produtiva) que mostra o aprofundamento da crise iniciada em 2014, afetando em cheio essa parcela da população, cada dia mais excluída do mercado.

Marcelo Neri é uma da maiores autoridades em políticas sociais do país, com PhD em economia da Universidade Princeton, nos Estados Unidos. Foi ministro chefe da secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República entre 2013 e 2015. Atualmente, coordena o Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV Social), que ele criou. Na entrevista, o economista diz que, quando se trata dos jovens, “os indicadores só pioram.” Mas observa que o estudo não revelou apenas aspectos negativos.

Veja a conversa dele com Sandra Passarinho:


Podcast:


Veja também:

Veja as dez profissões do futuro ligadas ao envelhecimento da população brasileira

Sandra Passarinho entrevista a médica e cientista da Fiocruz Margareth Dalcolmo

Sandra Passarinho: Economista quer dar maior visibilidade ao trabalho de casa, feito mais por mulheres

Sandra Passarinho entrevista o médico Alexandre Kalache sobre envelhecimento e o impacto da pandemia nos mais velho

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais