Envelhecer é… viver em movimento, para exercitar o corpo e a mente

Antônia Claret, 51, atriz e professora de música, é uma amante do ciclismo

Antônia Claret tem 51 anos e uma energia sem limites. Atriz e professora de musicalização infantil, ela toca (lindamente) rabeca, o instrumento que aparece na foto, e está sempre em movimento. Para manter esse pique, utiliza o veículo que, há muito, passou a fazer parte integrante de sua vida: a bicicleta. É montada em duas rodas que percorre diariamente as ruas e avenidas da cidade. Para ela, “andar de bicicleta é manter-me jovem e livre. Acredito que o movimento do corpo é também o movimento da alma.”

Ouça o depoimento de Antônia Claret sobre o seu próprio envelhecimento:

Veja também:

Irene Ziviani: Envelhecer é…lembrar sempre que cada idade tem a sua juventude

Patrícia Resende: Envelhecer é… chegar ao cume da vida, de onde se vê tudo de cima

Cida Falabella: Envelhecer é… cebelos brancos, rugas, sobrepeso e muita liberdade

Nenez Santana Rick: O meu dia deveria ter 36 horas para fazer tudo que gostaria

Sandra Ribeiro e Silva Câmara: Envelhecer não significa perder a cor. Envelhecer pode ser colorido

Ana Helena Gomes: Viver é perder. Viver é ganhar. Viver é equilibrar os dois

Pedro Bial: Hoje, tenho uma visão mais clara do que a vida tem de valor

Mirian Chystus: Chegando aos 70, estou mais tranquila. E todo dia eu agradeço a Deus por mais um dia

Maya Santana – Envelhecer é caminhar para dentro, num processo contínuo de autoconhecimento

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + treze =

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo