fbpx

Frágil e bela

Por Maya Santana

Solitária, ela se projeta, como se quisesse chamar atenção para sua constituição delgada, frágil e bela. Não importa a cor, o tamanho ou o perfume, a orquídea, com sua multiplicidade de espécies, é única. Nestes brutos dias de outono, a imagem, colhida num jardim, fala fundo ao espírito.

Veja também:

Paineira

Tarde de abril

Monumentalidade

João

Minas

Grama-amendoim

Boldo

Nina na Janela

Mata

Fim de Tarde

Outono do Medo

Que venha a chuva!

Religiosidade

Maritacas

Metáfora Perfeita

Andorinhas

Magnífica

Nossa Homenagem

Cena campestre

Despertando

Primeira dose

A conversa dos Pombos

A manhã

Outono

Paranaíba

Cai a noite

Nina

Do Mato

Árvore Sagrada

Beleza explícita

No Interior

Ângulo Especial

A Rosa

Jogo das Nuvens

Mistério

Sombra e Luz

Super verde

Conhece?

Livre

Luz

Cheia

Queijo de Minas

Coromandel

Saudando a manhã

Insônia

Vida de gado

Reflexo

Choca

Delícia

João de Barro

Super Vazia

Buganvília

Flor da Quaresma

Privilégio

Rara Beleza

Minha rua vista de cima

Aglomeração a dois

Carnaval sem folia

O Gado

Obra Prima

Música e máscara

Altivos e coloridos

Natureza e Arte

Verde e Amarelo

País do jeans

Que praia é esta?

Luz da manhã

Nuvens carregadas

Pote de Ouro

Beleza própria

Rumo a Minas

Ponte JK

No posto de gasolina

Esse Olhar

Na Roça

Namoradeira

A Menina e o Pitbull

Teatro Nacional

Minas

Brasília de Lúcio Costa

Minas exporta suas montanhas

Chuva na Ponte

Rompendo a soberania do verde

Infância e tecnologia

Vendo o Mundo

Cerrado Mineiro

Planalto Central

Festival do Carro de Boi

Explosão de cores

Banânia

Na fazenda

Céu de Brasília

Um pintinho de estimação

Aqui no Meu Olhar, você vai ver uma fotografia nova todos os dias

Fotografia de hoje mostra um pedacinho de uma Minas religiosa

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

sete − 6 =